Assertividade

assertividade

Uma palavra tão em voga ultimamente, mas com tão pouco uso prático de fato. Ser assertivo significa muito mais do que apenas falar a coisa certa na hora mais apropriada. Ser assertivo também é se calar quando necessário ou se abster de brigas que não te dizem respeito.
.
Ser assertivo não tem nada a ver com estar certo ou errado, mas com uma postura comportamental diante das pessoas e situações cotidianas. Há pessoas extremamente assertivas, mesmo sem ter razão, e que, apenas por essa postura, já são capazes de convencer outros a realizar suas vontades. Só vale lembrar que o objetivo de ser assertivo não é manipular quem está a sua volta, mas sim melhorar o diálogo e a comunicação. A ideia da assertividade não é ser manipulativo, mas convincente através de bons argumentos.

Se analisarmos bem, a assertividade – tema desta série de posts – é a arte de saber qual o momento certo de falar e se colocar. Muitas das vezes pensamos que o outro precisa concordar e agir da forma que esperamos, mas a ideia é que você seja capaz de expor e defender as suas opiniões, deixando clara a mensagem que deseja passar.
.
Para ser assertivo é necessário falar de forma firme, clara, objetiva e direta, sem sentir ou causar constrangimentos. Lembre-se: não é impor a sua opinião e sim expressá-la. Assumir as suas posições com autenticidade. Eu, particularmente, acredito que quanto mais autênticos somos em nossas relações, mais as pessoas que nos rodeiam também são honestas conosco.
.
As pessoas assertivas são diretas, mas não rudes e grosseiras. Então se você precisa elevar seu tom de voz para as pessoas concordarem com você, isso pode ser tudo, menos assertividade!

Nos relacionamentos é fundamental ser assertivo. Isso aumenta a sua credibilidade e autenticidade. O seu parceiro passa a te perceber como alguém com quem ele pode dialogar livremente.
.
A assertividade está intimamente relacionada à autoestima, afinal, se você não é capaz de confiar nas suas palavras e ter segurança nas suas ideias seria bem difícil conseguir expressar isso para outra pessoa.
.
Caso você se sinta ainda muito insegura, tudo bem, comece se expondo ao risco e, à medida que mantiver este comportamento, irá aumentar gradativamente seu nível de segurança pessoal.
.
Vamos dar algumas dicas práticas:
– PENSE antes de falar e agir!!!
– Elogie em público, corrija em particular!
– Fale NÃO sem culpa e sem a necessidade de se explicar.
– FALE sobre situações que não estão claras para você.
– Lembre-se as pessoas são diferentes e pensam diferentes de você. E tudo bem!

Para saber mais sobre atendimentos e mentorias

https://jessicafayer.com/agendar-consulta/

.

NÃO ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO CANAL

Siga-me nas minhas redes sociais!!

➜ Instagram: https://www.instagram.com/jessicafayerpsicologia/

➜Youtube:https://www.youtube.com/channel/UCtn-Dk-DixhOtcSZR-Mmryw?view_as=subscriber

➜Podcast:

https://open.spotify.com/show/5XXIFL13pkaT7bjGtU7MfI?si=ESU7-597Raa1uZwG6ExMQA&dl_branch=1&nd=1

Compartilhe

Jessica Fayer - Psicóloga Online

Jessica Fayer

Psicóloga, Mestre em Saúde pela Faculdade de Medicina (UFJF) e Especialista em Saúde Mental, Políticas Públicas e Gestão Governamentala

Saiba mais
© 2022 Jessica Fayer. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec